França: A batalha da Floresta de Bure – Buscas e apreensões domiciliares, detenções e custódias

via BURE WILL BE THEIR DOWNFALL

tradução tormentas de fogo

França: A batalha da Floresta de Bure – Buscas e apreensões domiciliares, detenções e custódias

Hoje, quarta-feira, 20 de junho de 2018, a luta contra o projeto cigeo foi atingida por uma onda de incursões policiais. Às 7 da manhã, a Casa da Resistência em Bure foi vasculhada. Neste momento, as buscas ainda estão em andamento. 8 casas e espaços coletivos foram simultaneamente revistados. Em todos esses lugares, as razões para as incurseõs não foram explicadas. Em muitos casos não houve apresentação de um mandado. De acordo com um comunicado de imprensa da AFP (France Presse), que retoma as declarações do procurador Glady, as incursões estão ligadas a “três casos de 2017”. As últimas incursões, ainda em setembro, já aconteceram sob esse pretexto. Até agora, pelo menos oito pessoas foram detidas após terem sido sujeitadas. Um procedimento de busca excepcional foi usado contra um advogado para permitir sua prisão. A operação policial continua e suspeitamos que o resultado do dia ainda piorará.

Queremos sublinhar que os incidentes de hoje são o clímax de uma semana de repressão intensificada. A ocupação militar visa especificamente enfraquecer nossa capacidade de se reunir e, de modo geral, a nossa vida diária no território. Durante esta semana, tem havido uma presença militar ainda maior em torno das aldeias de Mandres-en-Barrois e Bure, do que já acontecia desde o despejo da floresta, acompanhado de patrulhas de carro e uma maior quantidade de controles de identificação que incluíam levar pessoas para identificação na delegacia. Durante o dia da mobilização e no fim de semana de 16/17 de junho, ocorreram pelo menos 19 detenções.

Nesta segunda-feira três pessoas receberam sentenças pesadas relacionadas à manifestação do dia 16 e duas delas atualmente estão na prisão. Desde o começo da semana, seis pessoas foram presas em Bure e nos arredores. Essa ameaça de ser presx é permanente e os desdobramentos são enormes (centenas de policiais militares – gendarmes, viaturas, cavalria, drones, aviões de pequeno porte, câmeras de todos os tipos). Apesar dessa grande operação estatal que visa nos intimidar, continuamos a ser determinados em nossa luta contra o projeto CIGEO [NOTA DE TRADUÇÃO: Cigéo (Centro Industrial de Armazenamento Geológico) é o projeto francês de um centro para o descarte de resíduos radioativos], contra a ANDRA [NOTA DE TRADUÇÃO: Agência Nacional pela Gestão de Resíduos Radioativos] e seu mundo. Nós convocamos amplamente reuniões hoje às 6 da tarde, em frente a prefeituras, embaixadas ou consulados em toda a França e no mundo, a fim de mostrar solidariedade a essa luta, com as pessoas atualmente sob custódia ou presas.

Leave a Reply

Your email address will not be published.